1. Ir para o conteúdo
  2. Ir para o menu
Bem estar
10 de maio de 2015

Imagens de ultrassom são impressas em 3D para que grávidas cegas conheçam seus bebês

Compartilhar
Em homenagem ao Dia das Mães, Huggies lança campanha emocionante, baseada na história real de uma brasileira com deficiência visual severa

Dentre diversas histórias similares, o caso de Tatiana Guerra é apenas um exemplo do que ocorre com muitas mulheres no Brasil. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o país tem cerca de 43 milhões de deficientes visuais e, destes, mais de 506 mil são cegos e 6,6 milhões têm deficiência visual severa.

Aos 17 anos, Tatiana foi diagnosticada com neurite óptica – uma inflamação no nervo óptico – e, por isso, perdeu a visão. Hoje, com 30 anos, ela está grávida de Murilo, seu segundo filho.

Depois de um ultrassom, já no quinto mês de gestação, Tatiana foi surpreendida pela marca Huggies, que transformou o que seria apenas um exame rotineiro em uma ação tão emocionante quanto criativa.

Batizada de “Conhecendo Murilo”, a campanha – criada pela agência Mood, em homenagem ao Dia das Mães – usou as imagens tridimensionais captadas durante o exame para reproduzir o rosto do bebê, a partir de uma impressora 3D.

Dessa forma, Tatiana conheceu seu bebê e teve a oportunidade de sentir detalhes muito além do que as mães sem deficiência visual costumam enxergar.

A campanha ainda apresenta vídeos com outras mães cegas que também puderam abraçar seus filhos, antes mesmo do nascimento.

E, hoje, neste dia tão especial, o filme “Conhecendo Murilo” também é a nossa homenagem às queridas mamães que, com ou sem deficiência, sempre zelam tanto por nós.

Feliz Dia das Mães!
🙂

 

comentários comente

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *